WeCreativez WhatsApp Support
Nossa Equipe está aqui para responder às suas perguntas.
Oi, como podemos ajudar?

HILAGRO: pastas e farinha paraguaias para o mercado brasileiro.

Instituto MERCOSUL de Maringá e BRASPAR promovem integração Paraná-Paraguai
5 de julho de 2011
MERCOSUL
25 de julho de 2011
Exibir tudo

HILAGRO: pastas e farinha paraguaias para o mercado brasileiro.

Hilagro

Hilagro

Conquistar a liderança e manter-se em constante crescimento, através do continuado investimento em tecnologia, recursos humanos e qualidade. Mais que isso! Entrar a um mercado trinta vezes maior, com possibilidades inimagináveis. Sonho de qualquer empresa, que a paraguaia HILAGRO está realizando neste ano de 2011, através da duplicação da sua capacidade de produção.

Objetivo: conquistar o mercado brasileiro.

Hilagro

Hilagro

Inaugurada a pouco mais de dez anos, esta empresa, de menonitas paraguaios, instalada a pouco mais de 100 km da fronteira com o Brasil, é reconhecida, hoje, como a melhor fabricante de pastas e farinhas do país.

Com capacidade de produção de 200 toneladas diárias de farinha de trigo e 800 toneladas mensais de massas, esta sociedade anônima de capital aberto está preparando-se para entrar no competitivo mercado brasileiro.

“Desde o final de 2010, empresas brasileiras nos procuram para fornecer nossos produtos. Entretanto, só agora possuímos a capacidade instalada necessária para entrarmos, de fato, neste gigante mercado”, afirma Dani Dueck, gerente de vendas da empresa em Asunción.

O investimento principal ocorreu na aquisição de máquinas italianas de última geração, para o setor de massas.

Com apoio do BNDES, através de empréstimo de longo prazo a taxas baixas de juros, a empresa também duplicou a capacidade do moinho de trigo, com a aquisição de modernas máquinas brasileiras.

A primeira exportação ao mercado brasileiro ocorreu no mês de julho, sendo que no primeiro semestre, as indústrias paraguaias já exportaram mais de US$ 2,5 milhoes em farinha de trigo ao mercado paranaense.

A expectativa é que, até o final do ano, este volume se multiplique por cinco.

Os comentários estão encerrados.

EnglishPortugueseSpanish