WeCreativez WhatsApp Support
Nossa Equipe está aqui para responder às suas perguntas.
Oi, como podemos ajudar?

Avança complementação da Cadeia Têxtil e Confecções Brasil-Paraguai.

Paraguai preenche as necessidades do Paraná
21 de setembro de 2011
EDIÇÃO Nº 38 – AGOSTO / SETEMBRO de 2011
21 de setembro de 2011
Exibir tudo

Avança complementação da Cadeia Têxtil e Confecções Brasil-Paraguai.

BE LITTLE, de Curitiba.

BE LITTLE, de Curitiba.

Integrar a economia regional através da complementação econômica, criando as condições para o desenvolvimento sustentável do Brasil com os demais países da região.

De utopia à realidade, é o que vem sendo feito, desde 2010, através do projeto BRASPAR, no setor têxtil e confecções, entre empresários brasileiros e paraguaios.

Missão leva industriais ao Paraguai

Para dar continuidade ao processo, no período de 12 a 15 de setembro, o BRASPAR e Conselho do  Vestuário da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, levaram ao Paraguai 12 industriais do Paraná e Santa Catarina, para prospecção de negócios.

Os resultados foram melhores do que o imaginado.

Quase todos os empresários fecharam negócios, seja através de parcerias, ou via importações diretas.

É o caso da empresa BE LITTLE, de Curitiba.

Confesso a você que não tinha nenhuma expectativa sobre esta viagem ao Paraguai.
Mas percebi lá que o Paraguai vai me ajudar a alavancar o meu negócio rapidamente.


Já estamos voltando para fechar negócios com indústrias paraguaias. Vamos começar a importar direto, pois identificamos qualidade, preço e capacidade produtiva”, afirma um dos proprietários, Hugo Wichert Junior.

O mesmo resultado foi conquistado pelo empresário Homero Araujo, de Brusque, Santa Catarina.

Além de fechar parceria com indústrias paraguaias, já iniciou conversações para abertura de uma unidade industrial na Área Metropolitana de Cidade do Leste, onde sua concorrente, de Blumenau, acaba de investir um milhão de dólares em uma nova unidade fabril.

Outras empresas, nos setores de malha, fiação, acessórios e moda praia, também já estão em negociações com os vizinhos, para fechamento dos primeiros negócios nos próximos dois meses.

Os comentários estão encerrados.

EnglishPortugueseSpanish